Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


19.11.11

Conversa 294 Sandra 24 C05

xarmus diz (15:24) assim... avisas lá no trabalho que no dia tal tens uma consulta marcada
Sandra 24 diz (15:24) :)
hmm,ok
Sandra 24 diz (15:28) vou ao ginecologista lolololol
xarmus diz (15:28) hehehehehehehehehehehehe
xarmus diz (17:59) e dos bons
Sandra 24 diz (17:59) convencido outra vez :D
Sandra 24 diz (18:00) a nao ser que isso nao seja ser convencido... seja constatar factos
lololol
xarmus diz (18:00) pois.... tu ainda não constastaste... mas vais constatar
Sandra 24 diz (18:02) vou?
Uhhh :)
xarmus diz (18:04) de certeza
Sandra 24 diz (18:05) hmmm quero ver isso...
dizes que nao estavas no teu melhor... eu quero saber o que é o teu melhor..
xarmus diz (18:08) nem sequer estava no meu normal
xarmus diz (18:09) estava mesmo com algum problema que não percebi qual
às vezes acontece
Sandra 24 diz (18:10) bem apesar de ter muita pena tua... isso deixa me ainda com mais vontade ... porque se aquilo nem era o teu normal.. :D
xarmus diz (18:19) uma das razões pelas quais não estive muito bem.. foi porque mal falámos antes de nos encontrarmos... e não sabia o que podia fazer contigo e como te tratar... e como és muito mais nova que eu... não queria chegar aí e tratar-te como gosto sem saber se gostas disso
mas agora que já te ofereceste todinha para eu me servir... vai ser diferente
Sandra 24 diz (18:20) :)
pois compreendo...
Sandra 24 diz (18:21) tb estava um pouco apreensiva
xarmus diz (18:22) para a próxima será diferente... já vamos com mais apetite
xarmus diz (18:23) e eu vou servir-me desse corpinho como me apetecer
Sandra 24 diz (18:23) hmmmm ...
Sandra 24 diz (18:29) promessas, promessas :)
xarmus diz (18:30) é esse o espirito
vais esporrar-te pelas orelhas
Sandra 24 diz (18:36) ahahahahahahahahahah
Sandra 24 diz (18:37) se vivesses pertinho... era ja amanha e provava isso tudo ;)

8 comentários:

Anónimo disse...

Xarmus eu gostaria de te perguntar o seguinte: haverá um limite considerado normal, quando o sexo mete violência? Ou seja como se pode ter prazer com essa violência que por vezes descresves? Não é uma critica, pois cada um faça o que gosta, mas se me baterem em demasia eu bloqueio, mas se me sentir um pouco dominada,sem dor fisica, adoro. E como consegue um dominador controlar-se a pontos de não se exceder e em vez de dar prazer, marcar, traumatizar?

:)

xarmus disse...

Uma questão muito pertinente.

Eu converso com muitas pessoas amantes de bdsm (bondage, dominação e sado masoquismo) e cada um tem os seus gostos e os seus limites. Tu própria dizes que gostas de ser dominada, e isso para outras pessoas já não é normal. Ou seja, é tudo muito relativo e o que é normal para uns não é para outros.

Para mim, tudo é normal desde que seja de vontade dos intervenientes. Deixa de ser normal se alguém estiver contra sua vontade. seja na dominação, seja numa relação sexual dita "normal".

tu dizes que se alguém te bater em demasia, bloqueias. Mas ninguém te pode ou deve bater se não for desejado por ti. Nem em demasia nem pouco. A dominação ou a violência no sexo tem como objectivo o prazer dos dois, e tem sempre que ser desejado pelos dois.

Essas brincadeiras da dominação e submissão, devem ser feitas entre pessoas que se conhecem bem, e aí o dominador conhece os limites da sua submissa. De qualquer modo, e nos casos em que as brincadeiras são mais violentas, usa-se uma palavra chave para segurança da submissa. Quando ela quer que tudo pare, é só dizer a palavra combinada e tudo pára.

Eu conheci mulheres que gostavam de apanhar à séria, estalos sem meiguice, puxões de cabelos, e apanhar com o cinto com força, e no inicio tive esse problema, o de ter medo de exagerar… ou seja, tinha medo de não usar da força certa. Seria mau ser de menos ou ser de mais. Se ser demais pode ser chato, nestes casos, ser de menos também é uma frustração para quem gosta de apanhar. Então pus a criatividade a trabalhar, e inventei um método óptimo que dá para a submissa apanhar na medida certa. Eu dou-lhe uma ordem simples, coisa que ela fará com toda a facilidade, e enquanto ela não obedecer, vou intensificando o castigo. Assim ela controla na perfeição a intensidade com que quer apanhar em qualquer situação.

Eu não tenho prazer em provocar dor, só tenho prazer em dar prazer. Se o prazer da minha parceira também for ter dor (e acredita que existe quem tenha mesmo muito prazer em sentir dor) aí consigo provocar dor com prazer. No inicio também achava a coisa estranha, mas com a prática, comecei a conseguir castigar e ter prazer nisso. Já conheci mulheres, que se forem amarradas e chicoteadas, começam a escorrer (pingar) da coninha, sem qualquer estimulação clitoriana, apenas apanhando com o cinto nas nádegas.

Espero ter esclarecido as tuas dúvidas, e agradeço-te o comentário.

Beijo

Anónimo disse...

Eu é que agradeço os teus esclarecimentos. Muito obrigada mesmo.

:)

xarmus disse...

és sempre bem vinda.

Para que não fiques com uma ideia errada acerca de mim, no sentido de pensares que só gosto de sexo com submissão/dominação ou sexo violento, aconselho-te a leres uma reflexão datada de 19.2.2011 que se chama "R007 Qualidade na variedade" que podes encontrar na barra direita do blog, no separador "Etiqueta", seleccionando Reflexões.

Esse texto explica bem como gosto de adaptar o meu prazer ao prazer de quem está comigo. Qualquer tipo de relação, só funciona bem se for desejada pelas duas partes.

Beijo

Anónimo disse...

Assim sendo és um amigo colorido perfeito!

;)

"A escorrer da coninha" tb é possivel com amor, ou seja fazer sexo com amor, é um tesão inexplicável, mas claro não posso comparar porque nunca apanhei dessa maneira, nem me predisporia a isso, porque é preciso ter abertura psicologica.

xarmus disse...

Claro que é possível e claro que é uma delicia o sexo com amor. O problema é que para sentir amor verdadeiro, e como não temos um botão que accione essa modalidade, resta-nos esperar que isso aconteça. Até lá podemos ir curtindo o sexo de forma mais física.

Como digo em cima, adapto o meu prazer à forma de sentir prazer de com quem está comigo. Só assim é possível usufruir do prazer que determinada parceira tem para me dar.

Deixa fluir as coisas com naturalidade que um dia destes pode ser que experimentes e gostes dos jogos de dominação e submissão.

Beijos

Carmo disse...

Não me parece que vá experimentar algo que não se identifica comigo e tb porque eu tenho prazer naturalmente, não preciso de muita imaginação, neste momento estou é com azar, uma pila grande mas ignorante :|

Aliás este homem tira-me o tesão todo, logo vai à sua vida, não preciso dele, já que não sabe partilhar uma cama.

Seja amor que se faça, seja sexo há que dar e receber.

:)

xarmus disse...

Pois... se é assim, é melhor.

Beijocas