Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


8.9.12

D056 Comentários reveladores

Um dia destes recebi e aprovei um comentário que dizia o seguinte: “Muito futil este blog! Bregeiro e banal!”. Estes comentários não me incomodam, e na altura respondi qualquer coisa rápida. Como sou um homem que gosta de entender os outros e a razões das suas atitudes, decidi reflectir sobre o assunto, e cheguei a conclusões engraçadas.

Quando alguém entra num blog ou começa a ler um livro e a coisa não lhe agrada, simplesmente sai ou deixa de ler. Ao fazer isso, fica sem informação para poder dar uma opinião avalisada sobre o assunto, porque simplesmente não sabe do que está a falar. Para se ter uma opinião fundamentada, seria necessário ler todo até ao fim. É o que fazem os críticos profissionais. É o trabalho deles e têm que ler mesmo que não gostem.

Quando uma pessoa anda a vaguear pela blogosfera, não vai continuar a ler coisas que não lhe agradam, e se não gosta simplesmente passa para outro.  Dar-se ao trabalho de escrever um comentário sobre algo que desconhece, revela entre outras coisas, a intenção de chatear o autor.

Uma pessoa que faz um comentário destes, sobre algo que não conhece, em vez de atingir quem pretende, está a expor-se e a revelar vários tipos de fragilidades:

1 – mostra que é uma pessoa fútil e superficial, porque opina acerca do que não conhece. É completamente ridículo, uma pessoa pegar num livro de 200 páginas, ler duas e dizer que o livro é uma merda. Uma pessoa que faz isto, está apresentada. Se me perguntassem se tinha gostado de um determinado livro, o normal seria eu dizer: - comecei a ler, mas não gostei e não li mais. Por isso, não posso dar uma opinião. Nunca poderia dizer que o livro é uma merda, pelo simples facto de que não o li.

2 – Revela ser uma pessoa frustrada, na medida em que a critica não é fundamentada, e apenas pretende agredir e denegrir gratuitamente.

3 – Revela maldade, na medida em que tenta aliviar a dor da sua frustração e infelicidade, tentando agredir os outros. É preciso ser uma pessoa má para sentir alívio ao agredir os outros.

4 – Revela uma grande falta de inteligência, exactamente por não perceber que este tipo de comentário é muito mais depreciativo para quem o faz, do que para quem pretende atingir.

8 comentários:

Hugo disse...

Xarmus, a mim parece-me que esta gaja te incomodou mesmo! Desculpa a sinceridade! Abraço

MisterCharmoso disse...

Epa de Banal o teu blog não tem nada...gostei da resposta que lhe deste no post. Estás sempre em forma até nas respostas que dás

xarmus disse...

Olá Hugo

Nunca deves pedir desculpa pela sinceridade. Sinceridade é uma coisa que devemos sempre uns aos outros.

Ela não me incomodou, e este post nem sequer foi resposta para ela, serve para todas as pessoas que têm esta atitude. Mostrar-lhes que são mais depreciativos para elas próprias do que para quem pretendem atingir, e serve para qualquer tipo de critica deste genero e para qualquer blog ou que seja objecto deste tipo de criticas.

Nem sequer sei se a anónima da conversa é a mesma que comentou no blog. Depreendo que seja a mesma porque o cometário apareceu logo a seguir à conversa, mas pode ter sido apenas coincidencia.

Nota-se que este comentário só teve intenção de dizer mal, porque o meu blog pode ser acusado de muita coisa, mas nunca de futil ou banal. Brejeiro também não lhe acenta bem, porque o meu blog é muito pior que brejeiro.

Abraço

xarmus disse...

Olá Mister Charmoso

Pois... mais valia ter lido mais do blog e ter criticado por outras razões, criticá-lo por ser futil ou banal, prova que não leu nada do blog e que a intenção foi apenas descarregar pelo facto de lhe ter corrido mal a conversa no msn.

Abraço

Mamã de Peep-Toe disse...

Já percebi,que há gente na blogosfera,que apesar de não gostar,continuam a ler e a ler e a ler...não percebo...são meio masoquistas,ou então estão a precisar de uma bem dada,só pode!

xarmus disse...

Olá Mamã...

a malta não anda bem...
isto não está facil...

Joao disse...

Eu vou lendo com regularidade e gosto. Mas sendo sincero fico por vezes a pensar se não haverá algum exagero. Como é que te lembras da frase ditas durantes as quecas? Gravas? Para saber que ela disse isto, disse aquilo, eu repondi aquilo. Ao minuto tal acontecei isto, fora 10 min, 8 min. Eu recordo-me das minhas mas lembro-me lá do que disse e foi dito! De qualquer maneira é sempre uma leitura agradavel.

xarmus disse...

Olá João

Estas conversas não são escritas por mim, são copias dos históricos de msn. Fica tudo gravado conforme vamos conversando. Eu depois só troco os nomes reais por noms fictícios, e posso alterar os sítios dos encontros ou outras coisas que possam identificar as pessoas. Era de facto impossivel lembrar-me das horas certas das conversas.

Abraço e obrigado pela sinceridade