Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


2.8.12

Conversa 619 Zoey 32C C10

Este histórico vai ser diferente do habitual. Tem direito a introdução, e é enorme. Aconteceu uma coisa muito chata… o marido da Zoey apanho-a a saltar a cerca… comigo. Como este blog tem como objetivo mostrar sem qualquer tipo de censura como nos relacionamos uns com os outros em matéria de sexo, achei por bem publicar este histórico, rico em ensinamentos, e que é um bom exemplo de como as coisas também podem correr mal. É também um bom exemplo de como o amor tudo  supera, e como duas pessoas inteligentes podem resolver os seus problemas de forma civilizada.

A Zoey pediu-me para não usar os históricos ou as fotos dela que tinha para  publicar, e eu não vou usar mais nada do que tinha pronto a publicar. Este será o último histórico que publico, para pôr um ponto final nesta história, e do qual não tenho autorização da Zoey para publicar.

A publicação deste histórico serve também para os leitores que seguiam as nossas conversas perceberem porque é que o nosso curto relacionamento acabou, e porque é que vão deixar de ver aqui publicadas as nossas conversas e as fotos da Zoey, que eram uma delicia para os olhos de muita gente (mulheres incluídas) hehehehehe.

Desfrutem, e testemunhem a força do amor.

xarmus diz (17:26) (flor1)
olá querida
tudo bem?
andas desaparecida...
Zoey 32C diz (17:26) nada bem...
xarmus diz (17:27) então??
insolação?
Zoey 32C diz (17:27) ele descobriu umas mensagens... no telemovel
xarmus diz (17:27) xxxiiiiii... não me digas
Zoey 32C diz (17:27) a conversa no messenger no fds
xarmus diz (17:27) que desgraça... ganda merda
mas houve problemas entre vocês?
Zoey 32C diz (17:29) claro... foi duro
xarmus diz (17:29) pois... imagino
eu já te tinha dito que andavas a facilitar muito...
Zoey 32C diz (17:30) tu sabes que o amo mais que tudo... n houve violência... conversámos
xarmus diz (17:30) mas acho que no fundo e inconscientemente... já não estavas a aguentar o peso da mentira… e andavas a facilitar porque não tinhas coragem para lhe contar… como sempre te disse, era apenas uma questão de tempo até ele descobrir
ainda bem que são os dois pessoas inteligentes… violência não resolvia nada… mas não deve ter sido nada fácil
xarmus diz (17:31) mas ele não se vai separar de ti?
Zoey 32C diz (17:31) é mesmo... se não gostasse dele a culpa e a mentira não pesavam na minha consciência
xarmus diz (17:31) claro... eu sei disso
daí a minha preocupação em saber como vão resolver as coisas
não queria nada ser causa de algum problema entre vocês
Zoey 32C diz (17:32) não... ele também me ama... e vale a pena lutar pelo que sentimos um pelo outro
ele acabou por descobrir o teu blog também
e viu as minhas fotos por lá...
xarmus diz (17:33) xxxiiiiii... catástrofe mesmo. Não podia ter sido pior
Zoey 32C diz (17:33) mesmo... fiquei de rastos. e ele também
xarmus diz (17:33) ninguém te conhece nas fotos... mas ele que te conhece bem... deve reconhecer-te claro
ganda merda
não deve ser fácil mesmo… vão ter que ter muita força para superar isso sem mazelas de maior
Zoey 32C diz (17:34) sim... reconheceu... e também me disse isso... que só quem me conhece bem como ele é que vê que sou eu
xarmus diz (17:34) ele nunca deveria ter visto o blog... é forte mesmo
deve ter apanhado do histórico do teu browser
Zoey 32C diz (17:35) e perguntou-me como fui capaz de me deitar na cama onde tantas mulheres se deitaram
xarmus diz (17:35) pois...
Zoey 32C diz (17:35) e claro... ficou com uma ideia errada sobre ti
xarmus diz (17:36) como sabes... eu sou um paranoico das limpezas... e estou sempre a mudar os lençóis… sempre cama lavadinha… e desde que te conheço, que nem tenho estado lá com ninguém
Zoey 32C diz (17:36) eu sei que sim... esteve sempre tudo impecável
xarmus diz (17:36) e a cama... é como as camas dos hotéis... quando ficamos num hotel... ficamos numa cama onde já dormiram e foderam centenas de pessoas
e é natural que ele fique com má ideia minha
para ti pode ser errada a ideia dele... para ele, não é
Zoey 32C diz (17:38) perguntou-me se me tinhas feito mal... se me tinhas obrigado a alguma coisa
xarmus diz (17:38) se ele é praticante da monogamia.... claro que não pode achar graça nenhuma a um gajo como eu
pois...
ele gosta de ti… é natural que se preocupe com isso
Zoey 32C diz (17:38) diz que está a 100% comigo...
xarmus diz (17:39) mas sabes que eu nunca faço mal a ninguém... tudo é consentido
O gajo foi impecável contigo… não há duvida que te ama
Mas tu mereces isso, apesar de tudo, sempre o respeitaste
Zoey 32C diz (17:39) eu também o amo... e tu sabes disso... nunca escondi
Eu não o mereço mesmo
Ele foi um querido para mim
sou muito feliz com ele
xarmus diz (17:39) eu sempre soube que isto podia acabar por acontecer
para mais... da forma que tu facilitavas
e nós como ficamos?
Presumo que não fiquemos
Zoey 32C diz (17:40) não ficamos
xarmus diz (17:40) pois… entendo
mas vai custar… sempre gostei de ti… vou sentir a tua falta
mas podemos ficar amigos? ou já nem queres mais conversas comigo?
Zoey 32C diz (17:41) pois... mas não vai dar mais mesmo. Não quero estragar mais
acho que sim... falar de vez em quando não há drama
xarmus diz (17:42) tinha mais uns históricos nossos para publicar... e mais umas fotos tuas bem giras
Zoey 32C diz (17:42) e sempre foste super correcto comigo...
pois... peço que não publiques mais nada... nem fotos nem históricos
perfeito era apagar tudo o que está publicado...
xarmus diz (17:43) não vou publicar mais nada... fica descansada
Zoey 32C diz (17:44) obrigada
xarmus diz (17:44) em relação ao que já foi publicado... não vai ser fácil apagar
como sabes... as conversas têm um numero de ordem e as fotos também
Zoey 32C diz (17:44) sim... eu sei… e entendo
xarmus diz (17:45) algumas com comentários
Zoey 32C diz (17:45) mas não publiques mais nada
xarmus diz (17:45) o que me faria apagar tudo... seria evitar que ele as visse e tu não teres problemas com ele
mas como isso já aconteceu... e só mesmo nós os 3 é que sabemos que és tu… ninguém te reconhece
acho que vou deixar ficar
apago as tuas fotos que estiverem do lado direito... que são aquelas que ficam sempre visíveis
Zoey 32C diz (17:46) a das mãos não há stress
só se vê mãos mesmo
xarmus diz (17:47) as outras... vão andando para trás e todos os dias ficam mais longe da primeira página
adoro essa foto das tuas mãos… está linda
e no fundo... os nossos históricos... sempre foram uma boa contribuição para o objetivo do blog
e depois disto tudo acontecer... ainda mais
para outros perceberem que estas coisas acontecem... e tem sempre os seus riscos e as suas consequências
por sorte... vocês amam-se e vão conseguir dar a volta por cima
mas podia ter acabado mal
mas tenho a certeza que o vosso relacionamento vai ficar muito mais seguro, cúmplice e reforçado
Zoey 32C diz (17:50) se não nos amassemos tanto ia um para cada lado. Mas gosto mesmo muito dele... se não gostassemos tanto era dramático
xarmus diz (17:51) pois era
mas agora vais experimentar aquilo que sempre te disse
se o sexo já era bom... vais ver que vai melhorar
Zoey 32C diz (17:51) sim... sempre foi bom e tenho sempre muito prazer com ele
xarmus diz (17:52) espera pelas próximas quecas... e já vais notar diferença
a cumplicidade faz melhorar a relação e o sexo...
Zoey 32C diz (17:53) também acho que vai acontecer
xarmus diz (17:53) mas tirando a parte de ficar sem ti.. que me vai custar... o que aconteceu até pode ter sido bom para vocês...
sempre fui dessa opinião
e convém que o trates muito bem... o gajo merece
olha... não sei que te diga mais... peço desculpa por ter contribuído para esta confusão toda.
Zoey 32C diz (17:57) sim... apetece muito dar-lhe mimos e mostrar que o amo de verdade
não tens de pedir desculpa... nunca me obrigaste a nada
e espero que entendas que nunca mais te vou ver
xarmus diz (17:57) claro querida.. eu entendo isso
nem esperava outra coisa
mas espero que continuemos amigos
Zoey 32C diz (17:59) sim... continuamos amigos mas vamos falar muito menos
xarmus diz (17:59) claro… outra coisa não seria de esperar
 e espero que os momentos que passámos juntos... não te deixem más recordações
Zoey 32C diz (18:00) só boas recordações... apesar de tudo isto... aprendi contigo muito sobre mim
e a gostar mais do meu corpo... que sempre foi complicado aceitá-lo
xarmus diz (18:00) mas isso é noia tua... tens um corpo excelente... podre de boa… como aliás se vê pelas fotos
nem sei onde foste arranjar essa ideia
Zoey 32C diz (18:01) nao sou podre de boa... mas já gosto mais do meu corpo
xarmus diz (18:01) tens umas fotos lindas...
Zoey 32C diz (18:02) tenho pena de não as ter
xarmus diz (18:02) eu vou apagar as tuas fotos dos meus arquivos... se quiseres que tas envie para ficares com elas
Zoey 32C diz (18:02) são minhas também...
sim
gostava de ficar com elas
xarmus diz (18:02) se ele já sabe de tudo... já podes tê-las num disco rígido externo
posso enviar-tas por aqui pelo msn
Zoey 32C diz (18:03) ok
xarmus diz (18:03) é mais seguro do que enviar por mail
Zoey 32C diz (18:03) obrigada
sim... é melhor
xarmus diz (18:04) agora não vai dar... porque estou de saída... mas um dia destes que nos vejamos por aqui à noite... envio-te todas
Zoey 32C diz (18:05) obrigada por tudo... foste sempre impecável comigo
xarmus diz (18:06) depois quero saber se o vosso sexo melhorou ou não... dizes-me?
tenho a certeza que vai melhorar muito mesmo
se eu fosse ele... agora castigava-te (esfregar as mãozinhas)
levavas umas boas tapas... ias pagar caro a gracinha
amarrava-te à cama... ias ver o que era um castigo à séria…  com tapas... chapadas… e muitos nomes feios... (esfregar as mãozinhas)
Zoey 32C diz (18:07) sim... uns tapas... uns puxões de cabelos...
xarmus diz (18:08) bem os mereces
Zoey 32C diz (18:08) bem mereço...
xarmus diz (18:08) pois... hehehehehehe
continuamos a dizer as mesmas coisas ao mesmo tempo
(rir 1)
Zoey 32C diz (18:08) podes crer... a sintonia mantem-se
vê-la se precisas de sair
xarmus diz (18:09) eu nunca me estiquei contigo... mas agora esticava mesmo… e receberes um castigo até te aliviava o sentimento de culpa
Zoey 32C diz (18:10) nunca te esticaste nem vais esticar...
xarmus diz (18:11) Pois… o que é uma pena…
embora nunca te tenha castigado a sério. foi sempre na brincadeira…
Zoey 32C diz (18:12) pois não
sempre me trataste como eu quis e deixei
xarmus diz (18:12) mas vou sentir a tua falta…
embora não nos víssemos muito... quando nos víamos era sempre fixe
Zoey 32C diz (18:13) era... e boa companhia
xarmus diz (18:15) mas vê lá.. se ele não te aliviar o sentimento de culpa com uns bons castigos... eu dou-tos
Zoey 32C diz (18:16) nop... castigos agora só dele
xarmus diz (18:18) espero que ele aproveite bem essa tua entrega...
mas se nunca te deu.... é porque não gosta de dominação
sortudo... uma mulher como tu disposta a tudo... bem bom
Zoey 32C diz (18:21) acho que vai começar a gostar... vou tentar mostrar-lhe que é bom para os dois
xarmus diz (18:21) pois... isso é que era
e depois pode sempre dar muitos miminhos na mesma
uma coisa não invalida a outra
antes pelo contrário
Zoey 32C diz (18:22) nem mais...
castigar e mimar a seguir
xarmus diz (18:22) olha... afinal aquilo que parecia muito mau... (e podia ter sido) até me parece que vai ser bom
se isto tudo tiver contribuído para intensificar a vossa relação... maravilha
és uma mulher fantástica e mereces tudo de bom
Zoey 32C diz (18:23) espero que sim.... vou fazer tudo para que corra bem e que isto se transforme numa coisa boa
xarmus diz (18:23) exacto
é o melhor que fazes
vou ter que sair minha querida
Zoey 32C diz (18:24) ok
xarmus diz (18:25) espero que corra tudo pelo melhor... e aproveita a situação para viverem coisas novas e muito prazerosas
Zoey 32C diz (18:25) obrigada
vai correr bem... estou dedicada nisso
xarmus diz (18:26) espero que sim querida... mereces isso tudo
beijocas... e até uma dia destes
e boa sorte com essa situação delicada
Zoey 32C diz (18:26) beijo
tudo e bom para ti também
xarmus diz (18:27) (beijo 1)  beijinho fofo para ti
(lambidela) lambidela deliciosa nessa cona gostosa
(flor2) flor... para as duas
Zoey 32C diz (18:28) eheheheheh
xarmus diz (18:28) (xi-coração) e pronto... um abraço para ele também... com um agradecimento por te ter tratado tão bem
Zoey 32C diz (18:29) xauzi

38 comentários:

Anónimo disse...

Bom agora li este post e pensei "Ups.. fodeu". Fico mais contente por saber que esta descoberta não foi motivo para um final infeliz. Acredito que até possa ser, como dizes, melhor apartir de agora para eles como casal.

Ele deve ter achado que tu fizeste mal à moça, porque quem lê os históricos assim do nada, e não lê o blog do ínico, fica com essa ideia. ehehhe...Acabamo-nos por habituar à tua escrita, transmites muito de ti... Mas eu costumo dizer, às vezes fazer mal é bemmm..:P

Gostei do Post, não porque ficaste com menos uma amiga com quem querias estar, que isso terás a montes, no problem, eheh; mas gostei pelo facto de mostrares aqui que nem tudo são rosas, que estas aventuras que se vive têm consequências.

beijinhos*

R.

xarmus disse...

Pois... foi chato. Mas tinha que acabar por acontecer. A Zoey não estava a aguentar a pressão da mentira, mas não conseguia contar ao marido porque o ama e ía fazê-lo sofrer... e claro, medo de o perder. mas acho que inconscientemente foi facilitando cada vez mais até que ele descobrisse.(Isto é o que eu penso, claro, pode não corresponder à verdade).

Tenho ideia dele confiar nela e não ser daqueles gajos desconfiados que anda sempre no controle,(deixa-a respirar) e como nunca teve motivos para não confiar nela, a coisa demorou mais tempo.

Acho que as pessoas têm tendência a esconder estes "saltar de cerca" da pessoa que amam, com medo de perder ou fazer sofrer a pessoa amada. Acho que foi a principal razão para a Zoey esconder isso do marido.

Mas eu acho que eles vão ficar melhor a todos os níveis... (sempre achei isso e sempre disse isso à Zoey) tanto no sexo como na cumplicidade do relacionamento... e como se amam, estão fodidos... vão ter mesmo que se entender. hehehehehehe

Em relação perder uma amiga e ter outras... não é bem assim. Cada pessoa é única e cada ligação entre duas pessoas nunca é igualmente única, mesmo que um dos intervenientes seja o mesmo.

Ou seja, nunca vou conseguir substituir a Zoey por outra pessoa qualquer, assim como nunca consegui substituir nenhuma mulher que perdi.

Beijinho

xarmus disse...

... nem consegui, nem nunca tentei sequer, porque para além de saber que é impossível, a ideia é vivermos e preservarmos a memória de cada ligação.

Anónimo disse...

Detesto expressões populares mas diz-se que "quem anda à chuva molha-se". Bom não se se aplica aqui. A mim parece-me que a Zoey por saber que o marido confiava completamente nela, facilitou. Mas sim concordo plenamente que o relacionamento sexual entre eles vai melhorar consideravelmente :)

O único senão é que ele vai andar sempre atento aos movimentos dela e controlá-la discretamente, como remexer em tudo o que é dela, desde computador, telemovel, bolsos, gavetas etc. Isto tb pode ser o meu cerebro de mulher a fazer um grande filme.

A Zoey é uma mulher de coragem, aventurou-se e viveu momentos bons contigo, há quem não se atreva a viver, nem sequer pequenos passos.

Parece-me que isto de relações meramente sexuais acabam por implicar ao fim de algum tempo uma certa cumplicidade dando até saudade quando as ausências são grandes. Há uma música antiga da Betania: "então está combinado é quase nada, é tudo somente sexo e amizade, não tem nenhum engano nem mistério, é tudo só brincadeira e verdade... Deves conhecer.

Grande partilha Luis, gosto de te ler, só não te vou consolar porque não tenho a coragem da Zoey ;)

Rita

Anónimo disse...

Pelo que li a Zoey ja tinha dado outras escapadelas com outras pessoas antes de te conhecer, lendo as historias ela já ha uns tempos que queria estar com outros homens. Parece sem duvida que tu foste o mais intenso e com quem ela experimentou mais, devido á tua experiencia e á vossa sintonia. talvez a relaçao deles se transforme numa relaçao aberta, em que tanto ela como ele têm a liberdade de conhecer outras pessoas. Se for o desejo deles, sem mentiras ou fingimentos.

xarmus disse...

Sim... acho que é o teu cérebro de mulher a funcionar. Não acredito que ele faça isso. Mostrou ser um gajo correcto, tanto na maneira como sempre respeitou o espaço dela, como na forma madura com que lidou com o problema.

A Zoey deve ser bastante assediada por homens, e se sempre lhes resistiu, merece a confiança depositada. Neste caso, juntaram-se vários factores, que todos juntos, fizeram com que ela arriscasse mesmo.

O facto do relacionamento deles ter entrado em certa forma na rotina, a necessidade que as mulheres têm de se sentirem desejadas, com a possibilidade de ter prazer com um cota charmoso e experiente, que lhe podia proporcionar experiências diferentes, aprender alguma coisa para enriquecer o relacionamento deles, sem o perigo de se apaixonar por ele, nem ele por ela, o que salvaguardaria o seu próprio relacionamento... enfim, vários factores que juntos precipitaram estes acontecimentos.

Atenção que isto é a minha opinião, pode ou não reflectir a opinião da Zoey. Depois deste acontecimento, só falei com ela uma vez, que foi neste histórico publicado, e embora esteja com curiosidade em saber como estão a lidar com o problema, não vou intrometer-me na vida deles.

Embora me soubesse bem o teu consolo, eu já estava preparado para a perder a qualquer momento. Digamos que o fim já estava anunciado desde o principio.

Eu sou forte... eu aguento.

Bj

xarmus disse...

Intercalou-se um comentário entre o comentário da Rita e a minha resposta ao comentário dela. Algum erro do bloguer, porque quando respondi à Rita não havia nenhum comentário para publicar.

Assim, a minha resposta das 12:38 é para a Rita, e agora vou responder à/ao anónimo/a das 12:36.

Também fiquei com essa ideia das conversas que tive com ela e que publiquei, mas nem sei se chegou a vias de facto, fiquei com a sensação que foram apenas amassos e flirt.
Mas nunca aprofundei essas histórias, sou muito discreto nessas coisas.

Pois talvez se transforme numa relação aberta. Mas mesmo que não sigam essa caminho, é muito bom haver tolerância de parte a parte, e o amor deles agradece.

Anónimo disse...

meu querido, nca disse que irias substituir a Zoey. Disse sim que tu terás oportunidades para conhecer outras amigas e ter outras experiências.
A mensagem serviu no sentido de consolo, mas cada um entende aquilo que quer.

beijinho*
R.

xarmus disse...

Olá R.

Sim... eu percebi o que disseste, mas quis mostrar que o sentimento de perca mantém-se, e que arranjar outros relacionamentos não resolve aquela perda.

Mas obrigado pelo consolo.

Beijinhos

Pedro disse...

És um grandessíssimo merdas!

Deves ter algum problema psicológico. És egocêntrico até à ponta dos cabelos. Ainda perguntas: “e nós como ficamos?”
A mulher a pedir-te para apagares as fotos e os históricos e tu a responderes que é difícil por estarem numerados. Não tens mesmo noção de respeito pelos outros. És mesmo palhaço. Falso e um falinhas mansas.

Ainda atiras a culpa para cima dela ao dizer que andava a facilitar, quando foste tu a publicar as conversas e as fotos. É para servirem de isco. Para te alimentarem o ego, e mostrares que és um grande garanhão. Qual a necessidade disso? És tão pouco realizado na vida que precisas exibir ao mundo que comeste uma quantidade de putas numa cama de caravana.

Não tens carácter, caralho?

Não conheces o princípio: não faças aos outros o que não gostarias que te fizessem a ti!
Consegues imaginar o sofrimento daquele homem? É claro que não consegues. Ela diz que não o merece e tem muita razão. Não sei o que se passa na cabeça dessas putas que não sabem amar e valorizar os poucos homens bons e apaixonados que existem nesta vida…

E tu: “O gajo foi impecável contigo… não há duvida que te ama
Mas tu mereces isso, apesar de tudo, sempre o respeitaste.” Sim, meteu-lhe os cornos, e sempre o respeitou.

“Se ele não te aliviar o sentimento de culpa com uns bons castigos... Eu dou-tos.”

Vê lá se aprendes a amar e deixas as mulheres dos outros em paz.

Ass. Pedro

xarmus disse...

Olá Pedro

Ui… isso é que se chama começar bem… “um grandessíssimo merdas!” hehehehe… uma boa noite também para ti.

Pela agressividade e falta de conhecimento do meu blog, até pensei que fosses o marido da Zoey, mas acho que mesmo com motivos para estar fodido comigo, ele nunca desceria tão baixo. Para fazeres valer o teu ponto de vista e as tuas opiniões, não necessitavas tentar ofender. Claro que não me sinto ofendido, porque não me conheces e não fazes a mais pálida ideia do que estás a dizer… mas de qualquer modo vou responder-te porque sei que há mais gente (alguns até inteligentes) a pensar como tu.

Pela revolta explícita, dá para perceber que já foste “encornado”, mas devias levar isso mais na desportiva. Eu também já fui. Elas quando voltam, vêm sempre melhores, e um homem sem cornos é como um jardim sem flores…. Hehehehehe (toca a todos). A diferença está em aceitarmos isso na boa ou não.

Eu não tenho nada contra a monogamia, e como costumo dizer, cada um leva onde gosta, o que eu acho mal, é que os monogâmicos se achem donos da verdade, e não só queiram impor essa forma de relacionamento aos outros, como ataquem ferozmente quem pensa de forma diferente. Mas passemos ao teu comentário…

Não tenho nenhum problema psicológico, nem sou egocêntrico, e claro que lhe perguntei “como ficamos” porque se ela quisesse continuar a encontrar-se comigo, eu também continuava. É uma escolha dela, que todos temos que respeitar (marido dela incluído). As pessoas têm que ser monogâmicas por vontade própria e não imposta pelos outros.

xarmus disse...

Quanto aos históricos e fotos publicadas… eu só publico material com autorização das intervenientes, e a Zoey autorizou-me a publicá-los. Avisei-a como aviso toda a gente que uma vez publicados não os retiro. Muitas amigas gostam de ver lá as suas conversas e fotos publicadas, mas depois quando o namoro se acaba querem que eu as tire, e se fosse fazer isso não tinha blog.

Por outro lado, contrariamente ao que tu afirmas, o blog não serve para andar a exibir as minhas quecas, serve para mostrar como nos relacionamos uns com os outros sem qualquer tipo de censuras e para ajudar os preconceituosos como tu a acabar com as hipocrisias e os paradigmas do costume. Já é tempo de desenterrarmos a cabeça da areia, enfrentarmos estes problemas, e encontrarmos formas inteligentes e pragmáticas de nos relacionarmos uns com os outros. Toda a gente que diz ser monogâmico trai, e portanto a monogamia só serve para aprisionar o seu cônjuge, porque ele ou ela, continua a dar umas por fora. Pura hipocrisia.

Tirar fotos à Zoey e publicá-las (com autorização dela) teve outro objetivo. Quando conheci a Zoey, ela não gostava de tirar fotos, nem gostava do corpo dela… tinha complexos com o corpo. Já tinha sido gordinha, e embora agora já não esteja, continuava com complexos em relação ao seu corpo. Eu consegui mostrar-lhe pelas fotos que o corpo dela era bem gostoso e bonito, e sabia que ao publicá-las, ela iria receber elogios por parte de alguns leitores e isso ia fazer-lhe bem e ver que não era só o marido e eu que achávamos o corpo dela fixe… qualquer homem acharia isso, e até mulheres a desejaram.

Por outro lado, eu até era gajo para abrir um precedente e retirar as fotos da Zoey se fosse para impedir que o marido dela as visse, mas como ele já as viu, e só nós os 3 sabemos que é ela nas fotos, não vejo necessidade de as retirar. Retirei apenas as fotos na coluna da direita, porque são as que ficam sempre visíveis, e não prejudicam o objetivo do blog.

Este blog não é para brincar, pôr e tirar à vontade do freguês… tem um objetivo, e para o atingir tem que ser mesmo assim, sem censuras, doa a quem doer. E a prova é que publiquei o teu comentário onde me chamas os nomes que te vieram à cabeça. Se eu fosse um atrasado mental como tu, possivelmente nem o publicaria. Eu próprio exponho a minha intimidade em prol do debate e da transparência.

Não sou falso, palhaço sou quando quero, e claro… tenho muito mais respeito pelos outros do que tu algum dia terás. Aliás, com um comentário destes, devias ter vergonha de falar em respeito.

A tua falta de inteligência e perspicácia são espantosas. É claro que o marido dela deu com o blog porque apanhou conversas no telemóvel dela, não foi pelo blog que soube da história. Sempre achei que ela facilitava, e por isso lhe disse que não lhe dava muito tempo para o marido descobrir. Mas como sempre pensei e lhe disse, que se o marido descobrisse o relacionamento deles ficava melhor, deixei fluir.

Eu sou um homem realizadíssimo. Já fiz tudo o queria na vida, e a vida correu-me mesmo muito bem. Se morresse hoje, morria feliz. Por isso agora dedico-me a tentar fazer deste mundo, um mundo melhor, ajudando os outros, tanto na vertente politica, como na vertente dos relacionamentos e do sexo, desmistificando preconceitos, paradigmas e hipocrisias, que tanto nos prejudicam, e impedem que nos compreendamos e nos aceitemos melhor uns aos outros.

É engraçado falares de respeito, e depois tentares ofender as Senhoras que se relacionaram comigo. Eu trato por putas as minha amigas, (puta para mim é uma mulher que gosta muito de sexo) porque as respeito e estou autorizado por elas a fazê-lo, a ti ninguém te deu autorização para chamares nomes às minhas amigas. Não te esqueças que minhas amigas também poderiam ser a tua filha, mãe, irmã ou esposa, já que eu não descrimino idades… hehehehehe. As minhas amigas também têm pais, filhos, irmãos e maridos, e por eles todos te posso dizer que puta (no teu conceito) é a cona da tua tia. (para não ofender a tua mãezinha).

xarmus disse...

Claro que conheço esse princípio, e eu sigo-o religiosamente. Nunca faço aos outros o que não gostava que me fizessem a mim. O que acontece é que sempre tive relacionamentos livres, tanto com namoradas, esposas, amantes ou amigas coloridas. As mulheres que se relacionaram comigo, sempre foram livres de fazerem o que quiseram com quem quiseram, nunca acorrentei ninguém… e não, não consigo imaginar o sofrimento do homem, pela simples razão de que eu não sofro de ciúmes. É um sentimento que cada vez compreendo menos, e acho que está relacionado com a insegurança, a posse e o orgulho, três coisas que não deveriam haver num relacionamento.

A prova de que o verdadeiro amor é mais forte que isso tudo, é que apesar de provavelmente não ter gostado nada do que descobriu, o marido dela teve uma atitude madura e compreensiva, sem violência física ou emocional, coisa que tu nunca terias maturidade para fazer.

Quando se ama verdadeiramente alguém, dá-se-lhe liberdade, têm-se tolerância, compreensão, e o que mais desejamos, é que essa pessoa seja feliz, connosco, ou com quem ela quiser. Essa ideia hipócrita de “amo-te muito, mas ficas aqui acorrentada” não é amor, é posse. Outra coisa que não entendo é alguém dizer à pessoa que ama, “amo-te muito, não viveria sem ti, mas se sei que saltaste a cerca, levas uma carga de porrada e ponho-te no olho da rua”… bonito não é? É a isto que ti chamas amor?

A Zoey sempre respeitou o marido, porque sempre deixou bem claro, (e acho que está transcrito nas nossas conversas) que amava o marido, que o sexo com ele era fantástico, que nunca deixaria o marido, e que ele seria sempre a prioridade dela. O que a atraiu em mim, não foi apenas a vontade de se sentir desejada, a adrenalina do desconhecido, ou o que poderia aprender comigo a nível sexual, foi também o que poderia aprender com as conversas, e o que tudo isso poderia ajudar a melhorar o seu relacionamento. Nós conversámos muito, e mais do que amigos coloridos, nós fomos e espero que continuemos a ser, verdadeiros amigos que sempre pudemos conversar abertamente acerca de qualquer tema sem constrangimentos. Aprendemos muito um com o outro, e isso foi muito positivo para ambas as partes.

É claro que há frases e expressões (castigos) nas nossas conversas que tu não compreendes (deveria ter escrito no texto de apresentação do blog que é um blog para pessoas inteligentes) porque só consegues ver até onde os teus limitados horizontes te permitem, mas outros compreenderão que nas conversas e brincadeiras entre duas pessoas que se conhecem e se respeitam, se usem expressões que só para elas façam sentido.

Eu sempre amei e fui amado toda a minha vida, e com uma intensidade que possivelmente nunca atingirás se não cresceres. O amor é o sentimento que faz girar a terra… como diria Ivan Lins… O amor tem feito coisas, que até mesmo deus duvida.

Eu não já me meto com ninguém, já não tenho muita paciência para “dar a volta” a ninguém, mas gosto muito que se metam comigo. Para mim não há mulheres dos outros, porque as mulheres não são objetos que pertençam a alguém. São pessoas com sentimentos e desejos, e livres de usarem o que é seu, (seja o tempo ou o corpo) como quiserem e bem entenderem. Como dizia alguém, as conas são como as opiniões… que as quiser dar… dá-las.

De qualquer forma agradeço o teu comentário, que apesar de farsola, contribui para o debate, e serviu para mostrar o meu ponto de vista nesta matéria e fomentar o diálogo. Já ajudei muita gente a pensar de forma diferente, e quero continuar a fazê-lo. Se fores gaja em vez de gajo, é só trocares o género, que o discurso também te serve que nem uma luva.

MIG disse...

Lol grande Xarmus....tiveste os tomates para publicar o comentário e ainda te deste ao trabalho de responder.
Tenho um caso extraconjugal com uma mulher casada, vivemos intensamente o sexo, fazemos o que nos dá na gana....mas sempre em comum acordo, ou seja, ninguém força ninguém a nada, situações arrojadas, sexo em locais públicos, filmes, fotos, etc.
Penso que tu, sejas como eu, desde que os dois queiram....então porque não, já vi ai umas conversas em que recusaste sexo com uma menor de 18 anos, se calhar ai o tipo do comentário dorido, não o recusaria de certeza, pois um gaijo que chama putas às mulheres por darem uns saltos de cerca, não conhece de todo as Mulheres.
Deve ser daqueles que a mulher não tem desejo, não deve pedir à mulher/namorada sexo oral ou anal, pois isso só as "putas" é que fazem.
Ninguém é dono de ninguém, todas as que visitaram a tua roulote, foram porque o quiseram, algumas saindo dai com um sorriso nos lábios....por isso "amigo" continua a dar prazer a quem procura, dar atenção a quem necessita e principalmente a elogiar as Mulheres, pois muitas delas não são valorizadas pelos mentes retrocidas que estão em casa :)
Abrç
MIG

T* disse...

Adoro as tuas respostas, sempre com bom sentido de humor, paciência e disponibilidade para ensinar os outros. ;)

Para ler e compreender o teu blog, é preciso fazê-lo com uma mente aberta, mesmo que já se tenha tido más experiências na vida. A mim ajudou-me e compreender melhor os relacionamentos entre homens e mulheres e até a mim mesma.É um verdadeiro serviço público. ;)

Só mais uma coisa, esta para o "Pedro", puta só na cama e com muito gosto, mas só para quem merece.

Beijos

xarmus disse...

Olá MIG

A rapariga que recusei, não era menor de idade... tinha 18 anos, mas era menor de cabeça.

Quanto ao comentário, estou mais inclinado a pensar que seja uma mulher. Ela não se limitou a dar a sua opinião, tentou ofender-me, e é bem visível a raiva com que me está.

Penso que será alguma antiga namorada com um ataque de ciumes, ou alguma mulher que se tenha sentido recusada por mim.

Parece-me mais conversa de mulher. De qualquer forma, serviu para dar a minha opinião acerca do tema. Claro que a resposta não foi especialmente para ela/ele... mas para todos os que pensam da mesma forma.

Abraço

xarmus disse...

Olá T*

Sempre na boa. Também vou tendo as minhas compensações pelo serviço publico prestado. às vezes, umas queridas fazem questão de me agradecer pessoalmente e com muita vontade de me dar prazer... e entregam-se todinhas para eu fazer o que me apetecer... o que é sempre uma maravilha.

Beijocas boas para ti

Pedro disse...

Já que te deste ao prazer de uma resposta tão longa, para exercício dessa demanda de instrução daqueles que acreditam que a fidelidade e o amor são desafios à natureza humana maiores do que uma qualquer infidelidade, não posso deixar de agradecer tão generosa lição.
Passe a ironia, louva-se a publicação da crítica. Apesar de representares algumas características que eu desprezo nos seres humanos, como é o caso do egocentrismo e da fraqueza de carácter, tens tomates. Outra coisa não seria de esperar de alguém que se sujeita a levar um balázio nos cornos de algum marido ou namorado traído.
Se bem que tu não publicaste o meu comentário como manifestação do direito de liberdade de expressão mas, antes como o disseste, para poderes responder e esclarecer o teu ponto de vista, e receberes os aplausos dos teus apaniguados. Tu és um narcisista, adoras olhar-te, ler-te e ouvir-te. Achas-te o máximo.

Deves achar-te o gajo mais inteligente por conseguir dar a volta a uma quantidade considerável de putas. Sim, putas! Tu sabes que elas são putas e elas também o sabem, por isso te procuram. Porque querem sentir-se aquilo que desejam que é serem putas. Tu, se conheces tão bem as mulheres como fazes gala de dizer, deves saber que de entre as fantasias mais comuns entre as mulheres está a de serem putas, de fazerem sexo com estranhos e de serem abusadas.

Pela forma como escreves acho que és um gajo inseguro que tenta disfarçar isso com auto-elogios e com um excesso de auto-confiança. Além de me pareceres imaturo.

Quanto ao conteúdo da minha resposta talvez seja mais indignação do que revolta. E que eu saiba nunca fui encornado. Mas, com as mulheres nunca se sabe. São educadas de pequenas a esconder. E como está bom de perceber a alguém tão inteligente não sou nenhuma das tuas “amigas” a quem partiste o coração.

Sr. Inteligente eu não te ataquei por defenderes uma vivência dissoluta e imoral, a liberdade de opinião é um valor que respeito, eu critiquei-te pela prática e pelas consequências desses actos. Sade foi preso por aquilo que escreveu, porque dizia ele ser pouco menos que um santo, não concordo com isso apesar de Sade ter escrito muita merda.

É claro que tu és egocêntrico. Achas-te como o Rei Midas, toda a gaja em que tocas fica melhor depois de passar pelas tuas mãos. É algo tão evidente e caricatural que me faz rir. Lembra-me um personagem de um filme do Almodovar.

Pedro disse...

Se ela te continuasse a querer ver, o namorado dela que se fudesse porque o importante és tu e o teu prazer. Davas-lhe umas fodas até te enjoares e depois passavas para outra e ela que se fodesse sozinha. Aí está a grande lição do Xarmoso! Para raparigas carentes ou sequiosas de novas experiências.

Quanto aos históricos e fotos é claro que tem de haver o consentimento delas, é o mínimo, até porque caso contrário estarias a incorrer no crime de devassa da vida privada, previsto e punido pelo artigo 192.º, n.º 1, b) do Código Penal. Com jeitinho alguma dessas tuas “amigas” que não ficou com saudades tuas ainda te saca uma indemnização se quiser dar a cara em Tribunal. Presumindo que esse consentimento não foi escrito.

“Avisei-a como aviso toda a gente que uma vez publicados não os retiro. Muitas amigas gostam de ver lá as suas conversas e fotos publicadas, mas depois quando o namoro se acaba querem que eu as tire, e se fosse fazer isso não tinha blog.” Claro, o importante é o teu blog. Muito importante.

“Tirar fotos à Zoey e publicá-las (com autorização dela) teve outro objetivo. Quando conheci a Zoey, ela não gostava de tirar fotos, nem gostava do corpo dela… tinha complexos com o corpo. Já tinha sido gordinha, e embora agora já não esteja, continuava com complexos em relação ao seu corpo. Eu consegui mostrar-lhe pelas fotos que o corpo dela era bem gostoso e bonito, e sabia que ao publicá-las, ela iria receber elogios por parte de alguns leitores e isso ia fazer-lhe bem e ver que não era só o marido e eu que achávamos o corpo dela fixe… qualquer homem acharia isso, e até mulheres a desejaram.” És tão generoso. Deixa de ser hipócrita. As fotos servem apenas para alimentar o blog e para mostrares como são boas as gajas que comes. Eu sou um gajo como tu, não te esqueças. Sei como sentes, e como pensas. Não sou nenhuma das gajas a quem levas no bico.

É claro que percebi que o namorado da tua amiga viu primeiro as sms e só depois o blog. Mas o que olhos não vêem o coração não sente.

Bom, não quero ser tão longo quanto tu, afinal o blog é teu, não quero cometer o sacrilégio de te roubar a clientela, por isso termino aqui a minha réplica, e aguardo para ver se continuas a ter tomates de publicar.

Ass. Pedro

Anónimo disse...

Ola, vou juntar-me á discusão ,está a ferver.
Eu tenho que dizer que sempre te achei coerente. Tu defendes para ti uma relaçao aberta e guias a tua vida segundo esses valores, e isso é admiravel independentemente dos valores que sao.
O curioso é que a maior parte das tuas amigas comprometidas, não defende esse ponto de vista, excepto para o lado delas. Eu gostaria de saber como é que elas reagiriam se lessem o blog de uma mulher a falar sobre as coisas que o marido delas lhe fez, como é que lhe lambeu, como é que ela a desejava e que ela era uma foda estraordinaria, que ele pensava nela e assim.Talvez uma ou outra vosse indiferente mas a maior parte ia odiar.
Eu não tenho problemas nenhums com a escolha da monogamia ou poligamia para a vida das pessoas. Mas tenho problemas com o doble standard, de muitos homens e mulheres, de falam uma coisa e fazem outra.

Acho isso uma hipocrisia, coisa que por acaso tu xarmus, não és.

xarmus disse...

Pedro… dei-me ao trabalho de te responder, não por ti, porque não me mereces qualquer tipo de consideração, mas para quem nos lê perceber a diferença dos nossos pontos de vista, e poder ter matéria para formar a sua própria opinião.

Já deu para perceber que foste formatado por valores bem retrogradas e conservadores, cheios de hipocrisia, e apologistas da moral e dos bons costumes, ligados à igreja, que até acham mal o uso do preservativo mas depois violam criancinhas. Cambada de pedófilos hipócritas.

Abomino pessoas como tu, e estou perfeitamente a cagar-me para aquilo que julgas pensar de mim. O objetivo deste blog é exatamente desmistificar os paradigmas hipócritas que gajos da tua laia tentam fazer passar ou perpetuar na sociedade, enquanto vão enrabando criancinhas. Tu até podes nem ter violar criancinhas, mas a tua conversa é exatamente igual aos pedófilos que as violam, e portanto, tudo farinha do mesmo saco.

É claro que me acho o máximo, e tenho razões para isso, se fosse como tu é que não podia achar-me o máximo. Não dou a volta a ninguém, mas não tenhas duvidas que as mulheres depois de estarem comigo ficam bem melhores a todos os níveis. Bem mais felizes, a pele muito macia e um brilho nos olhos, que se vê à distância… e claro muito melhores na cama.


As minha amigas são putas na cama para mim, porque eu lhes dou prazer e porque mereço, (nunca seriam putas com um atrasado mental como tu). Se a puta da tua mãe ou a puta da tua irmã, filha ou esposa apanhassem um homem como eu na cama, também iriam adorar ser muito putas e serem abusadas por mim, e iam mamar-me no gostoso com a mesma vontade e dedicação como qualquer uma das minhas amigas. Ou achas que foste concebido por obra e graça do espirito santo? Claro que as mulheres gostam de se sentir putas na cama, é a natureza delas gostarem de sexo.

Se ela quisesse continuar a encontrar-se comigo… claro que me encontrava com ela. É uma decisão dela, e eu nem sei que tipo de combinação eles têm um com o outro. Se houve alguma promessa de fidelidade foi entre eles, eu nunca prometi fidelidade a ninguém. Já papei mulheres casadas que nem sabia que eram casadas, e já papei mulheres casadas a pedido dos maridos. O que se passa entre um casal, é coisa que não me diz respeito.

Em relação aos históricos e fotos, eu peço autorização por uma questão ética, porque como as fotos não têm cara, e não são identificáveis, seria impossível ser processado. Deste-te ao trabalho de ver o artigo do processo do código penal, e esqueceste de ver em que circunstancias é que poderia ser considerado devassa da vida privada.

Acho que já fizemos valer os nossos pontos de vista, e não estou interessado em continuar com esta novela por muito mais tempo. A minha vida não é responder a comentários de frustrados como tu… e não te preocupes que com essa forma de pensar e com o desprezo e desrespeito que sentes pelas mulheres, não roubas clientela a ninguém.

xarmus disse...

Olá Anónimo das 19:41

Eu acredito e aceito que as pessoas nem gostem de ver aqui publicado estas coisas, e até tenho amigas que já me disseram que não podem cá vir ler isto porque ficam cheias de ciumes, mas o facto é que se queremos desmistificar e perceber melhor como nos relacionamentos uns com os outros, todos temos que nos expor. Se não o fizermos, continuamos com a hipocrisia do costume.

O que mais me revolta na grande maioria das pessoas que se dizem adeptos dos relacionamentos monogâmicos é exactamente isso.

As pessoas dizem-se fieis e monogâmicas apenas para exigirem o mesmo do seu cônjuge. Porque depois toda a gente trai. A maioria dos casais monogâmicos, juram fidelidade ao outro para a poderem exigir de volta, e depois os dois dão as suas quecas às escondidas.

Acho isto duma hipocrisia e uma falta de honestidade assustadoras.

Anónimo disse...

Caro Pedro,
Se há coisa que me intriga no meio disto tudo é facto de ter vindo aqui parar a este blog de perdidos qual sodoma e gomorra.
Deve ter visto que o blog, por uma questão de respeito pelo cidadão mais distraido, avisa antes de entrar se quer mesmo faze-lo, pois pode conter conteúdos susceptíveis de ofender sua integridade moral, nomeadamente.
Logo,pergunto o que é que ainda aqui faz uma vez que ninguém está interessado na sua opinião.
Sabe, existe uma coisa que como é obvio aos olhos de qualquer um e que o senhor não tem, para além da sua irrepriensivel conduta, conhecimento das leis e um profundo conhecimento do comportamento humano, falta-lhe vida interior. E esse é um caminho que tem de fazer sozinho,nunca à custa dos outros.
Estou certo que entrou aqui por engano e o que na verdade procurava era material de calafetar janelas ou assim.
Por isso vá, não volte, porque quem aqui anda não precisa de salvação, sabe o que quer, o que é importante. E recomendo vivamente que saia sem olhar para trás ou corre o sério risco de se transformar numa estátua de sal.
Muita saúdinha e as melhoras.
Ass. Uma pessoa que tem prazer em partilhar momentos de amor e paixão,e que para tal lamento informá-lo é necessário usar o corpo.
Olhe não há bela sem senão.
Fique em paz

Anónimo disse...

Pedrinho, se fosses chamar puta à puta da tua mãe em vez de vires praqui ofender os outros?

Eu fodo com quem quero, como quero e quando quero. Não devo nada a ninguém, e sou maior e vacinada. Dou a cona a quem me apetecer dar, e a quem a merece.

Vai-te encher de moscas, parvalhão do caralho.

Anónimo disse...

oh anonima das 7 de Agosto de 2012 19:55

Se por acaso es a Zoey, até deves satisfaçoes ao teu namorado. Se assim não fosse, não haveria problema ele descobrir esta ou a outras facadas na relaçao, o "Eu fodo com quem quero, como quero e quando quero " serve para os dois lados.
Digo isto, porque acho que se é mesmo verdade que fodes com quem queres, tambem acho que o teu namorado /marido deve foder com quem quer e quem lhe apetece.

É isto que eu defendo, acabarem com a hipocrisia e a historia do "eu posso mas ele não pode" ou vice versa no caso dos homens.

Isto não é um ataque á Zoey é para as pessoas no geral.

Anónimo disse...

Olá Anónima das 7 de Agosto de 2012 21:12

Não sou a Zoey. Sou uma gaja que não gostou nada de ouvir aquela besta vir chamar putas às amigas do xarmus, e a todas as mulheres que vivem a sua sexualidade em liberdade.

Acho bem que a liberdade seja para os dois lados, embora eu nem tenha esse problema porque não tenho namorado.

Anónimo disse...

Fodasse, fodam à vontade várias vezes ao dia e deixem-se de merdas.

MisterCharmoso disse...

Amigo Xarmus só hoje li estes comentários deste " São Pedro" defensor da moral e bons costumes e estou solidário contigo Xarmus...
Adorei as tuas respostas ao gajo e o que tens a fazer é seguir em frente pá...O teu blog é uma inspiração e chegaste bem para o sacaninha
FORÇA

xarmus disse...

Olá MisterCharmoso

Seja bem aparecido. Pois... às vezes aparecem por aqui umas aves raras, mas é bom que haja confronto de argumentos, e que todos possamos deixar aqui os nossos pontos de vista.

Todos nós temos tendência para pensar que o nosso ponto de vista é o correcto, e é bom ouvirmos e lermos os argumentos de quem pensa de forma diferente da nossa.

Abraço

Anónimo disse...

Passei a vista pelo teu blogue e li 2 ou 3 conversas em que tu, moçoilo bem-parecido e coiso etal e tal e coiso, mas tudo coisas boas, um verdadeiro Adónis de inspiração e penetração diz a mesma coisa vezes e vezes sem conta. Eu quero lá saber com quem fodes, como fodes ou quantas vezes fodes, mas pela tua detalhada, cuidadosa e repetida explicação, quer-me parecer que tu e a tua caravana só podem ser comparados a essas roulottes de rastreio auditivo que viajam pelo país.

Sim, moçoilo, tu és um caso de utilidade pública.

assina: outra ave rara

xarmus disse...

Recebi dois comentários a este post que não vou publicar.

Sempre publiquei todos os comentários que me chegaram, mesmo que ofensivos para mim, mas estes são verdadeiramente ofensivos para a Zoey e o marido dela.

Um, assinado por uma Alice, que em vez de opinar em relação ao post, tem a intenção clara de ofender de forma muito baixa o marido da Zoey.

O outro anónimo, que apesar de opinar acerca do tema, também ofende desnecessariamente a Zoey.

Penso que o interessante neste post é aprendermos com o sucedido, e não ofender os intervenientes. Bem que me apetecia ter respondido à letra a estes dois comentários, mas por respeito ao casal, não os vou publicar.

xarmus disse...

Pois é ave rara... ninguém é perfeito.

Como deves imaginar, se normalmente pouco me importa o que os outros pensam de mim, no teu caso que não leste nada do blog, ainda menos me interessa.

Sei perfeitamente que ao expor-me para que com a minha experiência possa ensinar e ajudar outros, estou sempre sujeito a que apareçam aves raras como tu que acham que depois de lerem 2 ou 3 posts de um universo de 731 posts com texto, já podem cagar opiniões acerca de mim ou do blog.

Mas tudo bem, cada um é livre de as figuras que quiser... nada contra.

Anónimo disse...

Sou a Alice

Querido Gostoso estive em Italia e só por isso agoro te escrevo.

O meu comentário não era ofensivo para o marido da Zoey, era um mera abordagem ao tema e um ponto de vista entre muitos que tu publicas aqui.
Oh querido o lapis azul da PIDE felizmente já acabou há muito tempo e tu tal como no tempo do Estado Novo (ou velho como lhe queriam chamar) pareçe que só publicas aquilo que corresponde à tua orientação programatica, pelo que continuo sem compreender a tua atitude censória para com uma observação sem quaisquer fins injuriosos ou caluniosos.

Um beijo refrescante porque na Sardanha estava um calor do diabo.

Alice

xarmus disse...

Alice

Em dois anos e meio de blog e de todo o tipo de comentários recebidos, o teu foi o primeiro e um dos dois únicos comentários que não publiquei, mas que tive o cuidado de dizer em público que não os publicava e porquê.

Não tem nada a ver com orientações programáticas. Se tivesses de facto emitido uma opinião acerca do tema, ou mesmo que te limitasses a injuriar-me ou caluniar-me teria sido publicado na mesma. Sempre o fiz, e a prova é que publiquei o comentário do Pedro, e até este teu comentário eu publiquei.

Não publiquei o outro teu comentário por se limitar a ofender de forma violenta, baixa, vil, reles e extremamente preconceituosa o marido da Zoey que nem sequer teria a hipótese de te responder.

Acredita que me tinha dado o maior prazer publicá-lo para poder responder e arrasar contigo publicamente e mostrar a todos o tipo de argumentação que as pessoas preconceituosas e mal formadas usam para tentar fazer valer os seus pontos de vista.

As opiniões contrárias às minhas, são muito bem-vindas, para criar o debate, e para me dar hipótese de apresentar os meus argumentos contra elas.

A tua forma de pensar está bastante mais próxima das doutrinas do estado novo e da pide do que as minhas. Aliás, todo o teu pensamento em relação aos relacionamentos é exactamente influenciado por aquelas doutrinas.

Mas podes refazer o teu comentário ao post, desde que não te limites a humilhar e ofender o marido da Zoey, e eu publicarei o teu comentário por muito vergonhoso e deprimente que seja.

Com essa forma de pensar não acredito que os teus beijos sejam de forma alguma refrescantes.


Anónimo disse...

Ola Gostoso....

Passei hoje por cá...mas nada do que disseste altera o meu ponto de vista sobre este particular.

Tratava-se de uma mera abordagem e um ponto de vista tão só, mas penso que "chez vous" não há lugar para o contraditorio.

Pois é... a democracia é boa em casa dos outros mas quando toca na nossa...mais devagar....que aqui sou eu o maestro e conduzo a orquestra da forma que entendo e acho mais adequada.

Aceito e RESPEITO o teu ponto de vista mas não compreendo as tuas limitações acerca da minha abordagem.

Não gosto de invertebrados,sejam eles homens ou mulheres ( no caso em apreço homem) pessoas que frente à realidade por mais cruel que seja se auto-eliminam e executam intelectual e emocionalmente.

Há que seguir em frente e tentar... tentar sempre andar de cabeça levantada (mesmo que o peso dos ditos cujos seja insuportavel) mas é na esquina da vida que fazemos as nossas opções e escolhas e somos sempre responsaveis pelas suas consequencias.

Eu já fui traída mas consegui seguir a minha vida e hoje em dia não me queixo de nada (crise, falta de esperança, desemprego, bla, bla..), porque acredito na individualidade, responsabilidade e fundamentalmente na liberdade.

Como li noutro dia algures num blog, o problema de muita gente não é a velocidade com que se tomam as decisões, mas sim a falta de DIRECÇÂO das mesmas.

Ora parece-me que é este o caso do namorada da tua amiga.....

O assunto esgotou-se e desejo-te a ti e ao gostoso um optimo fim de semana.

Alice

xarmus disse...

nem tudo o que tu acabaste de dizer altera o meu.

E o ataque muito ofensivo e preconceituoso que fizeste ao marido da Zoey, não é uma abordagem ao tema, nem uma opinião, nem sequer contraditório nenhum. Se tivesses feito isso, eu teria publicado. Mais... se esse ataque fosse dirigido a mim que poderia responder... até o teria publicado.

Atacares quem não se pode defender, pelo simples prazer de ofender e tentares mandar mais lenha para a fogueira de forma gratuita e sem acrescentar mais nada à discussão, é que não poderia compactuar com isso.

Quem lê o blog, sabe e já assistiu aqui a ataques bem violentos a mim ou ao blog, e sempre foram publicados. por isso, é fácil imaginar a violência do teu ataque para ser o primeiro comentário que eu decidi não publicar.

A democracia não é podermos ir para a rua matar pessoas. A democracia traz-nos benefícios, mas também nos traz deveres e obrigações, e se alguém desrespeitou a democracia foste tu e não eu. A liberdade de cada um acaba onde começa a dos outros. A democracia não pode servir de desculpa para tudo.

Só que a direcção das tuas decisões são boas para ti e podem não ser para os outros. Eu acho que o marido da Zoey tomou a decisão acertada e provou ser um grande homem, e não um invertebrado como tu dizes ser.

De qualquer modo agradeço a tua participação, e desejo um bom fim de semana também para ti.

Anónimo disse...

Honestamente estou abismada, quando li este posto interpretei-o digamos como um hino ao amor uma prova que quando realmente se ama e possível ultrapassar qualquer adversidade.

Depois de ler 36 comentários questiono:

Nao somos nos homens e mulheres, livres de vivermos a nossa vida como bem entendermos?

Quem e que delimita que a forma de viver do Xarmus ou de com quem ele se relaciona e melhor ou pior que a do Pedro?

Quem e o Pedro ou a Alice ou outros tantos para definir o correcto ou incorrecto no que toca a relacionamentos humanos?

Eu como mulher digo que e obvio que qq mulher adora uma boa foda, de um homem que nos domine que nos faca sentir autenticas putas e nos vire do avesso, mas.... que ao mesmo tempo nos acarinhe nos trate como princesas e nos faca sentir a mulher mais bonita e importante a face da terra.

E e isso que o Xarmus faz, alem de ser uma fantástica foda (pq acreditem.... e mesmo) tem aquele lado sensivel e a capacidade de nos fazer sentir especiais.

Qual e o mal disso?

Beijinhos meu querido
Ísis

xarmus disse...

Olá Ísis

As pessoas são formatadas de uma determinada forma, e algumas não conseguem ver além disso.

u acho que cada um tem o direito de viver como quer... mal está quem critica os que decidiram viver a vida de forma diferente.

Enfim... paranoias

Beijocas boas minha querida