Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


14.9.15

Conversa 1267 Vitória 23 C47

[19:05:06] xarmus: voltei minha querida
[19:05:10] xarmus: maravilha
[19:05:39] xarmus: vais levar umas beijocas boas minha puta
[19:05:45] xarmus: e umas lambidelas deliciosas
[19:06:02] xarmus: é amanhã que te vais esporrar todinha na minha boca
[19:06:05] xarmus: heheheheheheheheh
[19:06:39] Vitória 23: Esporremos que sim
[19:06:52] Vitória 23: O esporremos enquadra-se definitivamente aqui
[19:08:48] xarmus: hehehehehehe
[19:08:50] xarmus: pois é
[19:09:52] Vitória 23: O melhor é nem ir a pensar que me vais fazer vir com a língua
[19:09:57] Vitória 23: Senão ñ consigo
[19:10:03] Vitória 23: Isto é psicológico
[19:10:12] xarmus: claro... na boa
[19:10:24] xarmus: por isso eu também não tenho insistido muito
[19:10:31] xarmus: com o tempo vais lá
[19:10:42] xarmus: mas amanhã podemos fazer várias experiencias
[19:10:57] Vitória 23: Quais?
[19:10:57] xarmus: e claro... tens que falar... dizer o que queres... como queres
[19:11:05] xarmus: ou seja... tens que colaborar mesmo
[19:11:07] Vitória 23: Sim, eu falo.
[19:11:18] xarmus: posso lamber-te de várias maneiras...
[19:11:25] xarmus: e tu dizes qual achas a melhor
[19:11:36] xarmus: posso enfiar um dedo ou dois
[19:11:39] xarmus: ou sem dedos
[19:11:45] Vitória 23: Isso já tu fazes tudo
[19:11:46] xarmus: tens que ser tu a dizer como queres
[19:12:23] Vitória 23: Eu preciso é de te dizer como gosto.
[19:12:42] xarmus: pois precisas… ando a dizer isso desde que te conhcei
[19:12:53] xarmus: acho que vais mesmo apanhar minha puta
[19:13:02] Vitória 23: Tás sempre a dar-me na cabeça por causa disso
[19:13:39] Vitória 23: Pois. Vou ter de apanhar, para ver se entendo duma vez por todas.
[19:13:42] xarmus: só agora é que dizes que vais dizer como gostas?
[19:13:48] xarmus: pois vais
[19:14:08] Vitória 23: Eu gosto de todas as formas. Nem sei qual escolher.
[19:14:16] Vitória 23: Tu sabes que eu gosto.
[19:14:56] xarmus: sim... mas tens que escolher aquela que achas que te vai fazer vir
[19:15:14] xarmus: de certeza que sentes as que podem conseguir isso
[19:15:27] xarmus: e tens que ir dizendo... podemos mudar a meio
[19:15:35] xarmus: podemos fazer de várias maneiras
[19:15:50] Vitória 23: Ok ok. Ñ batas mais no ceguinho.
[19:16:03] xarmus: agora não bato mais
[19:16:12] xarmus: mas amanhã bato
[19:16:14] Vitória 23: Prometo que ñ te abandono enquanto ñ me fizeres vir com a língua.
[19:16:15] xarmus: hehehehehehehehe
[19:16:33] xarmus: optimo... isso é que é serviço
[19:16:37] Vitória 23: Com o cinto??
[19:18:37] xarmus: pode ser
[19:19:00] xarmus: se aprenderes mais depressa com o cinto... levas com o cinto
[19:19:09] xarmus: nunca mais levaste
[19:19:52] Vitória 23: Nunca mais :(
[19:20:59] xarmus: pois... não podes perder a prática
[19:21:58] Vitória 23: Se eu falasse, ñ te esquecias de me dar
[19:23:37] xarmus: pois
[19:23:48] xarmus: assim fizeste bem... e vais mesmo apanhar
[19:24:31] Vitória 23: Vou-me é calar
[19:24:39] Vitória 23: Agora
[19:24:47] Vitória 23: Quanto mais digo, mais me enterro
[19:24:48] Vitória 23: Ahahah
[19:24:53] Vitória 23: Amanhã fico negra
[19:27:17] xarmus: a tua sorte é que eu gosto de ti
[19:27:34] xarmus: toda negra não ficas... mas vais apanhar
[19:28:18] xarmus: vais apanhar 10 cinturadas...
[19:28:32] xarmus: se te portares mal... apanhas mais
[19:31:27] Vitória 23: 10. Parece-me bem.
[19:31:49] Vitória 23: Se me apetecer portar mal... porto
[19:33:13] xarmus: pois... ou seja… se te apetecer apanhar mais... portas-te mal
[19:35:06] Vitória 23: Portar-me mal, ñ implica levar
[19:35:08] Vitória 23: Ahahah
[19:38:00] xarmus: isso o dono é que avalia
[19:38:02] xarmus: hehehehehehehe
[19:38:25] xarmus: a escrava está ali para servir o dono
[19:38:28] xarmus: hahahahaha
[19:38:48] Vitória 23: Dono, o Supremo.
[19:39:27] Vitória 23: Que servidão tão dura. Tenho que me ir queixar à polícia das escravas sexuais.
[19:39:34] Vitória 23: Por ser tão bem tratada...
[19:39:57] Vitória 23: Que corro o risco de me viciar e virar uma puta ciumenta, capaz de fazer a cabeça do dono em água.
[19:40:09] Vitória 23: Ahahah
[19:41:12] xarmus: fodasssss... isso não
[19:41:20] xarmus: vê lá isso... hehehehe
[19:42:02] xarmus: não me assustes porque eu estou traumatizado
[19:42:04] xarmus: hehehehehehehe
[19:43:23] Vitória 23: É preciso uma gaja para te traumatizar.
[19:43:28] Vitória 23: Irónico.
[19:44:11] Vitória 23: Ñ me vou viciar a ponto de te infernizar. Prometo.
[19:54:07] xarmus: viciar não faz mal
[19:54:18] xarmus: mas faz é apaixonares-te
[20:01:14] xarmus: ficares viciada não faz com que tenhas ciúmes
[20:01:33] Vitória 23: Ñ me vou apaixonar então.
[20:01:43] xarmus: deixa estar assim... não estragues esta merda toda
[20:01:59] xarmus: até porque não te podes apaixonar por um velho
[20:02:01] xarmus: hehehehehehehe
[20:02:07] xarmus: até parece mal
[20:02:26] Vitória 23: Achas que ia estragar algo tão bom?
[20:02:34] Vitória 23: Era ser muito parva.
[20:02:42] Vitória 23: Já tás fora de prazo... para mim.
[20:02:48] Vitória 23: Muito velhote mesmo.
[20:02:49] Vitória 23: Ahahah
[20:03:11] xarmus: exactamente... é esse o espirito
[20:03:17] xarmus: só para foderes o velho
[20:03:20] xarmus: hehehehehehehe
[20:03:40] xarmus: e para o velho te deixar com a cona toda rebentada
[20:03:43] xarmus: hehehehehehe
[20:04:01] xarmus: tadinha... anda ser abusada por um velho depravado
[20:05:39] Vitória 23: E eu depravada sou... por abusar dum velho jarretinha
[20:07:02] xarmus: pois és... que vergonha
[20:08:46] xarmus: vou fazer o jantar... até mais logo
[20:09:18] Vitória 23: Vergonha é roubar e ser apanhada
[20:09:20] Vitória 23: ;)
[20:09:22] Vitória 23: Até logo

2 comentários:

Casal Camponio disse...

Que conversas tão perversas as vossas!!!!
Cada vez tenho mais vontade de conhecer este pedaço de mau caminho!!!!
E não, nem ele é velho nem tu Vitória és nova, pois não há idade para limitar o prazer humano....
Aproveitem cada minuto, cada momento, cada lambidela da melhor forma possível !!!!

Beijos gulosos

Daniela (casalcamponio@gmail.com)

xarmus disse...

Olá Daniela,

Nós temos uma grande confiança um no outro e permite estas conversas perversas e depravadas. No relacionamento também somos assim, somos duas mentes abertas e independentemente do tipo de conversa que temos, que são inicialmente privadas, só depois as torno publicas, temos um relacionamento bastante livre e liberal, e apesar de parecer que há um domínio de mim sobre a Vitória, o facto é que ela faz o que gosta e não faz o que não gosta. Não há nada forçado entre nós, e mesmo aquilo que possa parecer forçado, é sempre consentido por ela.

É engraçado que apesar de termos este tipo de conversas, e do nosso tipo de relacionamento de dono/submissa, somos bastante amigos um do outro e respeitamos o espaço um do outro.

Em relação às nossas idades, embora eu tenha praticamente mais 30 anos do que a Vitória, encaixamos muito bem um com o outro. Esta conversa em relação às idades, são uma forma de brincarmos com a situação. Nem eu nem ela pensamos que sou velho ou que ela é nova. Como dizes, não há idade para o prazer, e nós temos bem a noção disso.

De qualquer modo, e apesar de minha idade, ainda hoje andava a jardinar em tronco nu e de cada vez que saía de casa com um balde enorme, para o despejar no contentor, bem via o olhar guloso das mulheres que se cruzavam comigo.

Acho que um dia vais mesmo conhecer-me, é só coordenarmos agendas.

Obrigado pelo teu comentário, e uma beijoca boa.