Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


18.9.16

IS036 Sexo com robôs

Pois é... com a evolução tecnológica, qualquer dia aparecem por aí robôs machos e fêmeas para todos os gostos. Robôs com software Heterossexual, homossexual ou bissexual já instalado de fábrica, mas que podem ser personalizados com os plugins favoritos e adaptados ao gosto de cada um. Podemos ter um robô fêmea, bissexual, submissa e muito tímida que pode virar uma ganda puta dominadora e agressiva, ou um machão dominador e malcriado mas que se for preciso também leva no cu ou aspira a casa. É evidente que, com este desenvolvimento tecnológico, os robôs não serão apenas para fins sexuais, mas vão servir para tudo. Cozinham, fodem, tratam das plantas, levam no cu e os animais à rua, lavam o carro, fazem broche e a lida da casa.

Mas vamos à notícia...

"O SEXO COM ROBÔS ESTÁ PARA BREVE (E VAI SER MUITO MELHOR)




Segundo diversos especialistas citados na imprensa internacional, os robôs sexuais vão ser melhores do que os humanos – e há mesmo quem adiante uma data para que tal aconteça: em 2050 poderemos assistir a celebração de casamentos entre humanos e robôs.

O crescente realismo dos “robôs sexuais” tem levado a um aumento da sua popularidade – e há quem acredite piamente que as máquinas podem mesmo vir a substituir a companhia humana.

Em entrevista ao Daily Star, Joel Snell, especialista em robótica da Universidade de Kirkwood, no Iowa, Estados Unidos, diz que por causa da sua capacidade de serem programados, os robôs iriam “corresponder mais facilmente” às necessidades sexuais do seu proprietário do que um companheiro humano.

Segundo Snell, esta nova modalidade sexual poderá ser muito “viciante”, porque os robôs estão sempre disponíveis e nunca rejeitariam o seu parceiro.

Snell considera mesmo que os robôs poderiam vir a ser melhores a fazer sexo que os humanos, pois tal como substituíram o homem em outras atividades, podem também superiorizar-se ao ser humano nas atividades sexuais.

A possibilidade já tinha sido avançada em 2012, num estudo de Ian Yeoman e Michelle Mars, onde é discutida a possibilidade de, em 2050, o famoso Red Light District, em Amsterdão, oferecer acompanhantes robô – livres de qualquer tipo de doenças sexualmente transmissíveis.

Para além disso, o advento e massificação da robótica sexual irá também permitir, por exemplo, que qualquer um possa ter em casa a sua própria Scarlett Johansson…

Mas Kathleen Richardson, investigadora na área da Ética na Robótica, na Universidade de Montfort em Leicester, realça, em entrevista à Sky News, que o uso destes androides “vai aumentar o isolamento dos seres humanos”.

Richardson, que dirige a Campaign Against Sex Robots, considera que o principal problema é “as pessoas acharem que os seus desejos, as suas necessidades mais complexas podem ser satisfeitas por objectos inanimados”.

“Basicamente, por coisas”, diz Richardson.

ZAP / Bom Dia"

Não acredito que venha a haver casamentos entre pessoas e robôs. Podendo comprar, ninguém vai casar com um eletrodoméstico. Mas convenhamos que é bastante agradável chegar a casa e termos a Sharon Stone com o plugin "cozinha-pró II" instalado, toda descascada e mortinha por nos mamar no caralho, sem reclamar, sem se cansar, e com a vantagem de poder funcionar em "silence mode". Para quem gosta de chegar a casa bêbado e dar porrada na mulher, pode optar por modelos como o "domestic violence" preparados para resistir às mais barbaras agressões.

Para as mulheres ainda vai ser melhor, já que sofrem muito com a fraca prestação sexual dos homens. Chegar a casa e ter o Brad Pitt todo nu e de pau feito, depois de já ter levado o cãozinho a passear, com as compras feitas e o jantar na mesa, é o sonho de qualquer mulher. Tem a vantagem de ter um caralho extensível e regulável à dimensão pretendida, sempre teso e rijo que, com o seu sistema de reconhecimento de sensações CATST (Come at the same time) esporra-se ao mesmo tempo que a proprietária, e só pára de foder depois de desligado, ou passado para "confort mode", que dá massagens, miminhos e lambidelas suaves na cona. Para quem gosta de fazer um bom broche e beber tudinho, pode escolher entre esperma normal, light ou com bifidus activos. Em "advanced mode", vai ser possível mamar até beber um bom tinto alentejano ou uma caipirinha.

Quando viajarem não necessitam de levar a "bonecada" toda. Basta alugar um robô no destino e instalar-lhe o software previamente descarregado do SkyDrive. Os hotéis terão nos quartos para além do frigo-bar, um casal de robôs prontos a receberem o software do cliente, que pode ser instalado pela net no momento da reserva. Quando entrarem no quarto já têm a puta de pernas abertas em cima da cama e a salivar por tudo quanto é buraquinho, (é assim que eu gosto de entrar no quarto) ou o matulão com o piço de 30 cm preparado para esfodaçar a cona ou o cu mais exigentes.

Em 2060 os humanos vão poder ver notícias deste tipo:

No próximo mês vão ser lançados dois novos modelos sexrobot. O “Xarmus XM500 Vintage”, uma reprodução "retro" desenvolvida pela Microsoft, inspirada no famoso garanhão que se tornou conhecido nos anos 10 e 20 através do blog “seduzir com prazer”, e o inovador Googlesex GS750 que não precisa de carregar software, já que recebe actualizações automáticas de acordo com os gostos e pesquisas feitas pelo utilizador através da internet.
O bug detetado na versão anterior já foi rectificado, depois de um utilizador ter sido agredido, amarrado e barbaramente enrabado pelo Googlesex da esposa, após ter feito pesquisas sobre sexo forçado e BDSM usando o telemóvel e o login da companheira.

3 comentários:

Anónimo disse...

Muito interessante este estudo!!!!
Mas mesmo assim preferia ter o xarmus ao seu robô!!!
Duvido que seja a mesma coisa, prefiro um humano de carne e osso!!!

xarmus disse...

Olá Anónima,

Quando vi esta noticia e pensei em publicá-la no blog, lembrei-me logo que muitas das minhas amigas me dizem que deveriam fazer um modelo de vibrador que fosse uma cópia do gostoso. Com a evolução dos vibradores para os sexrobots, imaginei um robot que fosse uma reprodução "retro" do xarmus.

Anónimo disse...

o que eu ja me ri com este texo hahahahahahahahah muito bom