Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


12.2.16

Foto 1190


13 comentários:

SinneR disse...

hmmmmm... que belas curvas :)

abraço

Anónimo disse...

Gostaria de fazer um pedido a Vitória, se podia escrever um texto sobre a sua experiência nas práticas da submissão, uma vez que estou a pensar começar estas práticas. Era bom perceber o teu feedback acerca do assunto. Isto se não houver problemas com o teu dono claro!!! Pensa nisso. Obrigada.

xarmus disse...

Abraço SinneR

xarmus disse...

Ela é livre de escrever o que pensa, só sou o dono da Vitória quando estou com ela. Quando ela ler, deve responder-te.

Anónimo disse...

Olá.

Posso começar por dizer que o "meu" Dono me deixa fazer tudo, inclusive responder a este comentário.
Pegando já neste aspecto... ele não tem o controlo da minha vida. Muito longe disso. A minha submissão ao Xarmus resume-se à cama... e às vezes nem aí lhe sou obediente (claro que tem as suas consequências, boas!). Posso, e devo, dizer-lhe não, não vá ele ficar mal habituado (vou apanhar!).

A nossa relação de dom/sub é consentida por ambos, e foi e continua a ser construída consoante a minha vontade. Basicamente sou eu que o domino. Ele não me faz nada que eu não queira.

Não sei que ideia tens das práticas de BDSM e talvez eu não seja a melhor pessoa para te informar sobre isso.
Apanho de cinto, apanho estalos, levo deliciosas e vigorosas palmadas no rabo, sou puxada e agarrada pelos cabelos, sou (era) amarrada (agora basta dizer-me para estar quieta!), sou mordida, privada de respirar e levo uns apertões no pescoço. Ainda não fomos além disto.
Se calhar para algumas pessoas já é demasiado (escandaloso!).
Além destas práticas todas, sou bastante mimada... ele enche-me de beijinhos e muito carinho.
Posso dizer que nos braços do "meu" Dono sou uma submissa princesa.

Se pretendes realmente iniciar uma relação assim, tens de ter sorte com o Dono que escolhes. Sim, tu é que tens de escolher. Não te submetas a um qualquer. Se for um Dono, com D, vais ser uma sortuda. Se for um dono, com d, acredito que possas detestar. Podes escolher ser submissa sem perderes a tua dignidade e a teres montanhas de prazer.

Espero ter ajudado.

Um beijo,
Vitória

Anónimo disse...

Olá Vitória

Obrigada pelo seu testemunho, é formidável perceber o prazer que tem nesta relação. Obrigada pelas dicas e conselhos.
Espero que o meu Dono, seja tão bom como o teu!!!
Só tenho uma pequena dúvida, qual a sua motivação para iniciar as práticas D/S???

Um beijo

Anônima das 21:09

xarmus disse...

Olá minha puta privativa... pois, vais apanhar, claro. És tu que dominas o dono?? então vamos ver quem domina quem, quando estiveres auto-amarrada a apanhar à bruta minha badalhoca!! Vais passar um mau bocado... hehehehehe.

Anónimo disse...

Olá,

Não decidi.
Cruzei-me com o Xarmus, ele deu-me uma mini amostra do que podia ser. Adorei e percebi que me identifico imenso com a submissão.

Creio até que ser submissa não é algo que se constrói.. ou se é, ou não se é. Só precisas de o descobrir.
E com o dominador a mesma coisa.

Experimenta e verás!
Boas práticas ;)

Beijo,
Vitória

xarmus disse...

Olá Anónima das 19:03

Numa relação dita normal, é normalmente o homem que toma iniciativas ou que comanda as operações, e é dele que podem partir estas iniciativas.

Normalmente estas coisas acontecem com muita naturalidade no decorrer das práticas sexuais, no meio de um sexo mais selvagem, com tapas no rabo e alguns puxões de cabelo, o casal experimenta esse prazer. Daí para a frente, e se for essa a vontade dos dois, é só ir intensificando a coisa até que um dos dois comece a não gostar das práticas.

O que quero dizer com isto é que estas coisas desenvolvem-se naturalmente e não resulta de uma decisão que se toma conscientemente. Como disse a Vitória, é mais descobrir do que resultado de alguma transformação que se consiga artificialmente.

Conheço casais em que elas é que são as dominadoras e eles os passivos, e a coisa acontece da mesma forma. Elas é que tomavam a iniciativa do sexo, elas é que ficavam por cima e lideravam as operações, e são elas que se começam a esticar nas práticas. Começam a dar-lhes uns estalos, a ser brutas para eles, a chamarem-lhes nomes e a humilhá-los e torturá-los.

Tal como a Vitória, também acho que já temos tendências que naturalmente se vão desenvolvendo e descobrindo no decorrer das práticas sexuais.

Anónimo disse...

Também gosto muito de ti, stone heart.

Vitória

xarmus disse...

Hahahahahaha... beijocas boas minha querida.

Anónimo disse...

Ola aos Dois
Obrigada pelos vossos esclarecimentos, certamente irao ser bastante uteis.

Anônima das 19:03

xarmus disse...

De nada Anónima das 19:03... é sempre um prazer poder ajudar de alguma forma. Qualquer duvida, não te acanhes... cá estaremos para responder às tuas questões. Obrigado.