Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


8.11.16

Foto 1324


3 comentários:

Anónimo disse...

Sabe, acho alguma graça a este blog, parece um espírito livre, cujo símbolo se revela na autocaravana. Sedutor mas sempre muito superficial, distante, capaz de envolvimentos muito ponderados. No entanto, esta componente sado-maso, torna-se num grande turn-off. Quando é que isto surgiu? Sabe que não deixa de ser um comportamento que se enquadra na perversao?

xarmus disse...

Olá Anónima/o...

Sim, sou um espírito livre e aventureiro e a autocaravana é um reflexo disso. Antes de ter autocaravana acampava de tenda, mas sempre adorei viajar e conhecer novas gentes e novas culturas.

Não tenho interesse em envolvimentos amorosos ou relacionamentos ciumentos, possessivos e controladores. O meu interesse são mesmo os envolvimentos sexuais, e as amizades que daí possam resultar.

A componente sado-maso surgiu na sequência do prazer que sinto em dar prazer. Eu não tenho prazer em provocar dor ou humilhação em quem não gosta, o que me dá prazer, é dar prazer a quem está comigo, de forma que me moldo bem aos gostos e desejos de quem troca prazer comigo.

É evidente que me estou completamente a cagar para se este tipo de comportamento se enquadra da perversão, na depravação ou até na parafilia. Não reconheço na sociedade ou nas convenções sociais que geralmente são conservadoras retrogradas, ignorantes e hipócritas, qualquer tipo de autoridade nessa matéria.

Eu aceito tudo no sexo e considero tudo normal, mesmo que sejam práticas que eu não goste, excepto se for feito sem consentimento. Tudo o que se possa fazer no sexo é bem aceite por mim, desde que consentido e aceite por todas as partes envolvidas. Assim como não aprovo qualquer coisa que seja feita sem consentimento, nem que seja um simples apalpão.

Mas deixo-te aqui o link para uma reflexão minha que fala acerca do tema.
http://xarmus.blogspot.pt/2013/02/r018-abusos-e-bdsm.html

Beijos ou abraços

Anónimo disse...

Ok,explicadissimo, quando tiver oportunidade leio. É nesse aspeto concordamos. Se for do agrado de ambos é válido.